Antes mesmo das modelos aparecerem na passarela, já se sabia qual era a inspiração da vez. Isso porque a tradicional passarela foi trocada por um campo de futebol de várzea. A época romântica do esporte no Brasil, entre as décadas de 30 e 50, serviu como ponto de partida para o novo verão de Ronaldo Fraga.

Acompanhe a entrevista completa que o estilista deu para o Programa Na Moda especial na São Paulo Fashion Week (SPFW).

Estampas que lembram as bolas de futebol, outras fazem menção ao pebolim. Cores fortes e peças amplas e confortáveis, bem ao estilo do designer mineiro. Características do uniforme masculino, com listras, e tecidos como linho e algodão chamaram a atenção.

Sempre inovando, o que não passou despercebido pela coleção foram os calçados, todos com aberturas na frente. O pai de Fraga foi jogador de futebol e veio dessa experiência a inspiração. O pai usava 44 e recebia de patrocínio chuteiras número 39, por isso cortava as pontas para conseguir usar.

O toque feminino apareceu na transparência e nos brilhos com paetês, com cadarços fluorescentes, que enfeitaram tops, saias e vestidos. Bermudas com a pegada esporte chique e blazers foram as peças chave da coleção.